Ferramentas especiais: usos, vantagens e segurança

Ferramentas especiais são ferramentas desenvolvidas para uma função específica, seja no ramo automotivo, eletroeletrônico, oficinas, entre outros.

A melhoria da produtividade de uma empresa é um dos objetivos constantes de todos os profissionais envolvidos. Por isso, precisamos garantir todo um ferramental para facilitar o processo, como as ferramentas especiais.

Ferramentas especiais  e ferramentas convencionais: qual a diferença?

O que diferencia as ferramentas especiais das convencionais é justamente o fato de elas atenderem à necessidade do usuário final quando a ferramenta convencional não atende.

As ferramentas especiais podem ter comprimento, formato e medidas diferentes, que fogem do padrão convencional. Isso facilita a operação e ajusta o processo ao que realmente for necessário.

Para que servem as ferramentas especiais?

As ferramentas especiais servem para atender as necessidades quando a ferramenta padrão não atende. Isso traz melhorias ao processo, tais como:

  1. Agiliza o processo, com maior rapidez, sem danificar a ferramenta;

  2. Maior segurança e precisão na montagem ou desmontagem;

  3. Traz soluções seguras;

  4. As ferramentas especiais se adaptam às necessidades reais, não alterando o projeto original.

Vantagens das ferramentas especiais

As ferramentas especiais, além de tornarem a operação mais rápida e precisa, auxiliam nos seguintes pontos:

  •  Aumento do volume de negócios com custos cada vez menores;

  • Facilitação de todo o processo, impactando no trabalho do operador e influenciando, assim, nos custos;

  • Tempo menor, que repercute em custo menor e inexistência de gargalo.

Investir em ferramentas especiais só traz benefícios para qualquer oficina ou linha de montagem:

Ferramentas especiais nas oficinas mecânicas:

Com o uso de ferramentas especiais em oficinas mecânicas, há aumento na qualidade do serviço e maior segurança no resultado, pois evita:

  • Gambiarras e improvisos no processo;

  • Peças soldadas umas nas outras, que danificam a ferramenta e podem provocar acidente.

Por isso, é indispensável que haja nas oficinas mecânicas:

  Jogo de alicates: É uma das ferramentas mais comuns serve principalmente para multiplicar a força aplicada pelo usuário para incidi-la sobre o objeto desejado.

 Jogo completo de ferramentas: Caixa contendo as principais ferramentas para o dia a dia do profissional com ela as ferramentas são mantidas todas juntas e organizadas possibilitando também serem transportadas.

 Saca filtro: É uma ferramenta indicada para a troca do óleo e do filtro dos automóveis facilita a retirada do filtro.

 Saca polia: Indicado para operações de extração de polias, engrenagens, buchas e rolamentos sem danificar as peças originais.

 Chave de velas: Serve para retirar as velas queimadas ou oxidadas do cabo.

 Macaco hidráulico: Ferramenta utilizada para auxiliar na troca pneus de carro.

Ferramentas especiais nas linhas de montagens:

Também é imprescindível a utilização de ferramentas adequadas e específicas para cada operação presente nas linhas de montagem. Quando se tem a ferramenta certa, não há desperdício de tempo, e o resultado almejado é de melhor qualidade.

Segurança no uso de ferramentas especiais

É preciso estar ciente de que ferramentas de qualquer espécie, e em todos os segmentos, podem se fragmentar. Por isso, o EPI (Equipamento de Proteção Individual) é um acessório indispensável, que protege o funcionário de qualquer acidente ou danos à saúde.

É de responsabilidade do usuário o uso de EPI apropriado ao operar máquinas durante o processo de montagem,  nos laboratórios, ambientes ruidosos, entre outros.

RECEBA O NOSSO CATÁLOGO!

Conheça todas as ferramentas Ifla, solicite o catálogo a seguir. Ele será enviado para o seu e-mail.